Gases, enfartamento, inchaço abdominal, flatulência, ventos… enfim, os nomes podem ser muitos para o que se caracteriza pelo excesso de formação de gás no intestino delgado (principalmente)! 💨💨💨💨💨💨💨

É uma das ‘queixas’ muito frequentes em consulta.. e por isso é um assunto que nós, nutricionistas, devemos estudar continuamente! 🔔

Sabiam que o cheiro dos gases é muito importante para a avaliação do funcionamento do intestino?! [E que é possível (e importante) melhorar esses cheirosss muito mausss?!] 😁😳💣👀👃👽

E porque é que acontecem estes gases?!
Este ‘fenómeno’ acontece quando os alimentos não são completamente bem digeridos, e chegam ‘maiores’ do que deveriam aquela órgão. Então, as bactérias começam a fermentá-lo para compensar esta previa falta de digestão!🙏

Principais causas:

👉1 Intolerância à lactose: muitas vezes não precisamos de exames complementares para compreender o nosso corpo, preste atenção ao seu intestino depois de ingerir: leite, iogurtes, ‘garotos’, ou alimentos que contenham leite na sua composição.

👉2 Alterações intestinais: disbiose, SII, hiperpermeabilidade do intestino, SIBO (vejam mais aqui). Aqui soluções pequenas não são eficazes, aqui é importante procurar ajuda especializada.

👉3 Dificuldades digestivas: défice de enzimas ou acidez gástrica insuficiente podem comprometer o inicio da digestão, e levar a mais ‘trabalho’ pelas bactérias do intestino.

👉4 Algumas sensibilidades alimentares: queijos, ovos, nozes, trigo, são alguns alimentos que podem gerar ‘sensibilidade alimentar’. Não precisamos de ser alérgicos aos alimentos para termos esta sensibilidade, e a melhor forma de testar (não é com testes de intolerâncias aos alimentos – estes ainda são pouco fidedignos) é experimentar retirar o alimento ‘suspeito’ durante uns dias, e depois voltar a consumi-lo.

👉5 Má mastigação. Muitas vezes comemos tão rápido, e não nos podemos esquecer que a digestão inicia já na boca… antes de tudo, mastigue bem os alimentos!!

👉6 Excesso de fibras: As fibras são óptimas, mas em exagero podem levar a um excesso de produção de gases… fique atento às doses!

👉7  Exagero de adoçantes poliois: xilitol, maltitol e eritritol podem ser opções interessantes para adoçar, mas podem causar fermentação para algumas pessoas! 

 👉 8 Parasitas intestinais: 🐛 Pode parecer estranho eu sei, mas é mais comum do que imaginamos! 

 👉 9 Excesso de café, álcool, bebidas com gás, stress, açúcar, alimentos processados: todos estes são gatilhos para o excesso de produção de gases.

E o que podemos fazer????

Começar pelo início da digestão:

💚Comer com calma, pequenas porções, não exagerar na fibra e eliminar possíveis intolerâncias!
💚Incluir infusões digestivas ou temperos: hortelã, funcho, gebgibre, feno grego, cardamomo, tulsi!
💚Diminuir o consumo de alimentos crus.
💚Suplementar com: probioticos individualizados, glutamina, magnésio, aloé vera ou carvão vegetal (aqui com acompanhamento personalizado).

Espero que este post sirva para repensarem a saúde do vosso intestino! 😀 
💗💗💗