emagrecer

dicasemagrecerFeatured

#5 Erros: Porque não consigo emagrecer?!

Decidi fazer este post porque em muitas ‘primeiras consultas’ oiço frases como: “Acho que aquilo que como não justifica estar com este peso”; “Devo engordar do ar”; ou “Para mim é mais dificil perder peso”.Muitas vezes achamos que estamos a usar as melhores estratégias, mas mesmo assim não vemos resultados… Vamos falar um bocadinho sobre isto?#5 Erros comuns que podem afetar a perda de peso: 👉 Muitas vezes escolhemos os alimentos por terem ‘pouco açúcar’, ‘muita proteína’, ‘sem glúten’, ‘sem leite’, e na verdade estes alimentos podem ser muito pobres do ponto de vista nutricional. Nestes casos as células do nosso

dicasdietaemagrecerFeaturedMetabolismoperda de pesorecomendações

# 6 Dicas para Acelerar o Metabolismo

Hoje pensei falar-vos um pouco mais da maternidade… mas como ando uma ‘bomba-relógio de hormonas’ o post não seria muito bom… então preferi falar-vos de algo mais terapêutico para mim, e dar-vos umas dicas para acelerar o metabolismo, boa?! ahahAqui vamos: 1 – Dê um ‘abanão’ na dieta Diferentes estratégias geram diferentes resultados. Tente mudar completamente os alimentos que ingere, as rotinas, os horários… e fique atento à reação do corpo (peça ajuda especializada para evitar ‘loucuras'”)2 – Mude o tipo de treinoAumente o treino de força: claro que com o devido acompanhamento e adaptação do treino, mas o que se sabe é

caso clinicoemagrecerFeaturedperda peso

Caso clínico #18 [57,6Kg perdidos]

Estou há uns dias a pensar em quais palavras vou usar para descrever este caso clínico. Queria muito que vos servisse de inspiração, porque foi um caso que me deu muito prazer acompanhar e tenho muito orgulho nesta paciente. Ela representa o trabalho de um ano. A D. Idalina procurou a minha consulta o ano passado no dia 30 de Abril, desde então tem sido acompanhada primeiro semanalmente, depois quinzenalmente no meu consultório no Ginásio Onda Revital Club. Com apenas 37 anos vinha com pré-diabetes, com hipertensão, com alterações tiroideias e com um IMC de 52 que até daria critério para colocação de

antes e depoiscaso clinicoemagrecermanter

Caso Clínico #17 (com muito orgulho)

Olá, bom dia! Hoje trago-vos um caso clínico que guardo no coração há 7 anos. Nunca o consegui publicar mais cedo: ou porque deixei o tempo passar, ou porque a Marta não tinha fotos do “antes” (qualquer coisa relacionada, com o não gostar de se ver!), mas finalmente conseguimos nos arranjar para vos mostrar este caso. A Marta procurou-me há cerca de 7 anos, para ser mais precisa no dia 8 de Julho de 2008. Eu trabalhava há cerca de 1 ano, e o Plano D tinha acabado de abrir! Foi se calhar das primeiras grandes perdas de peso que acompanhei.O caso

caso clinicoemagrecermotivação

Caso clínico #16: Inspiração dupla

Hoje trago-vos, uma inspiração natalícia!Fazer as mudanças alimentares em família é mais fácil e gratificante. Quando estamos “todos” a comer de forma saudável, não sentimos necessidade de comer disparates, e em suma “remamos todos na mesma direção”!Logo que chegaram à consulta, pensei que iriam ser um caso de sucesso. O Carlos e Andreia são muito cúmplices um do outro, estão sempre bem-dispostos e divertidos, pelo que estavam bem motivados para a mudança! Queriam mesmo mudar a alimentação e o estilo de vida, e eu tive o meu trabalho facilitado! ;)Ainda não acabamos o tratamento, ainda temos muitos aspectos a melhorar em terapia dietética,

emagrecerTop

Top 5: Erros frequentes!

Muitas vezes chegam pacientes à minha consulta que estão há algum tempo a “tentar perder peso” e não conseguem, e nem percebem porquê! Muitas vezes somos descaradamente enganados, por marketing, publicidades e conversas de café!Então aqui fica o meu Top 5:1. Achar que os produtos integrais não engordam. Não há dúvidas que pão, arroz e massa integrais “podem” ser melhores, mas há muito processamento alimentar nestes integrais, por exemplo, algumas bolachas integrais estão cheias de açúcar e de gorduras hidrogenadas (que são muito más); muitas vezes os pães, mesmo de padarias, são “integrais”, mas levam apenas cerca de 30% de farinha integral, ou farelo